|Maternidade| Cama Compartilhada

By Fernanda Lucena - terça-feira, outubro 16, 2018

Antes de ser mãe eu tinha muitas teorias, uma delas era que: 'lugar de criança dormir é na cama dela'! Sabe aquela história de cuspir pra cima?!


Arthur nasceu, com 2 dias fomos pra casa e aí começou a vida real hehehe ele mamava em livre demanda, então era praticamente o dia todo! Nossas noites eram na sala, eu sentada no sofá assistindo enquanto ele mamava e fingia que ia dormir. Passaram-se alguns meses e viajamos pra cidadezinha dos meus pais para visitar meus familiares. Na casa da minha tia não tinha um bercinho pra ele, que na época tinha 6 meses, então acabou que o nosso bebê dormiu conosco na cama! Depois de quatro dias nessa rotina, voltamos pra casa e ele adoeceu. Quase ficou internado, então juntando a quase pneumonia e o dengo, ele acabou por dormir conosco por mais uns dias. Dias esses que se tornaram ANOS! Sim, a partir daí ele nunca mais saiu da nossa cama, o tempo foi passando, por conta da amamentação eu me acomodei. Ele mamou até 1 ano e 2 meses, então ter o Arthur na cama me facilitou muito, era só 'colocar o peito pra fora' e ele mamar! Ele parou de mamar mas continuou na cama, foi crescendo, tomando espaço e continua lá, com seus 4 anos completos!


- Mas você nunca vai tirá-lo da sua cama, Fernanda?? Vou sim! Pretendo fazer essa transição até o final do ano e quando esse processo acontecer, volto pra contar pra vocês como tudo aconteceu! Mas se eu ainda não fiz, porque estou contando isso agora? Porque nós temos a mania de criticar/julgar uma realidade que não vivemos. Eu que tanto enfatizei sobre o quanto era importante o bebê ter o lugar dele, estou mais de 3 anos vivendo outra realidade. Mesmo que essa não fosse minha vivência, eu não teria o direito de opinar na forma de conduzir de uma outra mãe! O que muito se fala mas que ainda pouco se vive é a tal da empatia! Conselho é válido, dicas e vivências são super importantes mas nós devemos lembrar que cada casa vive uma rotina, cada família tem seu jeito de viver! Eu vivo essa realidade de cama compartilhada hoje mas tenho a pretensão de não fazer isso caso eu tenha outro filho. Não que seja uma coisa ruim, mas essa experiência me serve de aprendizado.

Como funciona na casa de vocês?
Alguém viveu isso? Tem dicas pra mim?


Beijinhos!

  • Share:

You Might Also Like

12 comentários

  1. Amei seu post, acho que cada caso é um caso, nunca podemos ligar para a opinião dos outros, temos que fazer o que funciona e é melhor para nós!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Fê, me sana uma dúvida: como fica a vida de casal com essa peculiaridade de ter o filho dormindo na cama? Não é minha realidade, mas seria bacana ouvir como você dribla essa questão. Obrigada por compartilhar sua versão da maternidade real, precisamos ler mais sobre isso. ♥

    Sabrina Santiago | www.mocadecasa.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nanda!
    Eu nunca fui muito de ir pra cama dos meus pais hahah
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Olá Xará,

    Tenho uma sobrinha de 3 anos que ela tem a cama dela ao lado da cama da minha irmã e cunhado. Ela sabe que aquela cama ao lado é dela, mas tem dias que acaba dormindo entre eles.

    Quando souber da dica, quero saber também assim converso com a minha irmã.

    Beijos

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
  5. com tainá consegui com que ela dormisse no berço dela e no quarto mais cedo.. mais com os meninos rsrs
    mas cada mãe faz o que é melhor pra seus filhos!!!

    https://adeliadanielablog.blogspot.com/2018/10/dancando-sobre-cacos-de-vidro-ka-hancock.html

    ResponderExcluir
  6. Eu dormi com meus pais até os três anos, HUAHSUAHUS.
    Concordo com vc, acho que ninguém tem que criticar a vivência e a rotina de uma família, cada qual sabe como cuidar da sua.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  7. As teorias que temos muitas vezes perdem-se quando passamos pelas situações reais!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir
  8. Fernanda, essa também era uma das minhas "verdades" antes de ser mãe. Depois liberei a cama compartilhada e fiquei feliz. Relaxei e deixei rolar até as minhas filhas quererem ir para a cama delas. Isso acontece. Elas começam a querer dormir sozinhas, começam a querer dormir na casa de amigos e levar a amigos para dormir me casa. Aí bate a vergonha de dormir na cama da mãe. Vou te dizer que acontece mais rápido do que a gente imagina. kkk. O importante é fazer o que a gente acredita que é o melhor para nossa família. O melhor para todos da família. Não adianta ter o filho dormindo na nossa cama se a gente se sente cansada e incomodada com isso. Aí cada um vive a sua realidade, o funciona pra um não funciona para outro. Compartilhar vivências e experiências é superválido, eu acho. O que complica, é o julgamento. Mas vamos vivendo e aprendendo sempre.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  9. Oi! Ainda não sou mãe, mas gosto de ler relatos para ir aprendendo. E quase sempre a teoria é diferente da prática né!
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  10. Muito bacana compartilhar sua experiência.

    beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
  11. Excelente Artigo !! Eu estou adorando visitar blog, sempre tem conteúdo de muita qualidade .... São muitos legais, e interessante ....

    Parabéns !!!!

    Posso compartilhar este artigo no meu Facebook ?

    Meu Blog: Apostando na Loteria

    ResponderExcluir

Obrigada por passar no Pedacinhos, volte sempre!